As aventuras de uma balzac teenager

Sinta-se em casa!

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Feito gente grande...


Quando soube que tava grávida, me senti iluminada, conectada a um ser minúsculo que sentia o que eu sentia, ouvia o que eu falava, comia o que eu comia...

Até que ele foi tirado de dentro de mim, me soltou de seu umbigo. Choque, misturado a todo aquele furacão de se ter um filho.

Depois, o pequeno ser mamou pra caramba, meu bezerro com cara de dinossauro. E, a cada mamada, sentia a mesma conexão da barriga. Eu e ele. Ele e eu. O mundo era coadjuvante.

Sete meses e meio depois, não quis mais mamar. Assim, sem mais nem menos. E pronto. Nada. Nem pra ficar no meu cheiro. Choque 2 - A Missão.

Agora, meu pequeno grande homem entrou na escola. Chorou no comecinho. Agora, me dá tchau sem olhar pra trás. Choque 3 - A Evolução.

É... essa é a vida. A minha vida tem vida própria. E que siga seu caminho. Sempre.

Bizus

2 comentários:

Anne Dias disse...

Pô, Dani, mas é sensacional quando eles vão para escola. Os bichinhos voltam falando tudo, comendo tudo, dormindo que só. Amo escolinha. bjs.

Beta disse...

Isso me lembra a minha afilhada. No primeiro dia de escola dela, todas as crianças estavam chorando... Ela não!! Ela soltou a mão da mãe, entrou na classe, sentou na cadeirinha e deu tchau! Hahahahhaa, a Natália (mãe) ficou super chateada né... Hahhahahaa

Beijos Daniiii
Pra vc, pro Nil e pro Danilo