As aventuras de uma balzac teenager

Sinta-se em casa!

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Minha jovem amiga de alma velha

Fifi é Luiza, filha da Thatha. Acaba de fazer um blog (http://ofantasticomundodaluly.blogspot.com/). E, nos seus primeiros posts, já me ensinou muito. Qtos anos ela tem? 7. Mas isso não importa.
A história em que duas princesas encontram seus príncipes encantados foi a primeira a me fascinar.
Como assim DOIS príncipes encantados? Pra encontrar um a gente já se rasga inteira, morre, sofre, beija sapo, come maçã envenenada, se fode toda...
Em outra, uma boneca louca mata a dona porque ela não quer brincar. Pronto, simples assim. Se a boneca é evil, tem sede de sangue, vai te matar mesmo. E pra que te fazer sofrer até o fim, com um monte de jogos psicológicos, se ela já sabe que vai te matar mesmo?
A vida devia ser assim. Vai abandonar? Abandona logo. Vai dar? Dá logo. Quer? Corre atrás logo. Simples. Papo reto. Sem aviãozinho.
Além disso, a boneca nos ensina mais uma coisa: nunca deixe de brincar. NUNCA. Assim, a boneca não te mata. Temos que brincar. Sempre. Afinal, a gente já tá no play, né não? Só volta quando Deus quiser. Ou a boneca louca lá decidir.
Pois é... Vi que o mundo tinha esperança nos olhos inquietos de Fifi, minha jovem amiga de alma velha.
Fifi não me chama de tia. Sou a Dani. Simples assim. Simples como a vida devia ser. Simples como a vida é.
E a Thaís ainda acha que precisa fazer algo GRANDE pelo mundo.
Pra que, se Fifi já chegou?
Bizusssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss

4 comentários:

Anônimo disse...

Porra, Felipe...
Que coisa mais linda isso tudo. Só mesmo uma criança com o coração da Luiza pra ensinar tanto a gente, né?
Love u, demo girl

A mãe da Fifi

Luiz Gomes Otero disse...

Não há dúvida de que a menina vai longe. A mamãe e a titia postiça têm motivos de sobra prá ficarem orgulhosas. E parabens pelas belas palavras

Patrícia Fagueiro disse...

Fifi é uma menina doce, educada e agora se mostra criativa e inteligente. Parabéns a Thaís. bizus a tu, Bilu!

Fábio W. disse...

Eu quero saber escrever como a Fifi quando eu crescer!