As aventuras de uma balzac teenager

Sinta-se em casa!

domingo, 2 de novembro de 2008


Ontem fizemos um Balzac Emergency na casa de Thaís, que tb é minha antiga casa... hehehehehehe... Só faltou a Adriana, que tava no lerê lerê da equipe 3...

Mas deixa eu explicar o que é o Balzac. Uma reunião de 4 trintonas teenagers: Daniela, Ludmila, Thaís e Adriana. A gente senta em qualquer canto da casa escolhida, no chão, no sofá, na mureta (hahaha)... e desabafa...

Sobre o quê? Qualquer coisa. Literalmente qualquer coisa que incomode ou que nem incomode tanto, mas que deva ser compartilhada. A gente ri, chora, gargalha, chora de novo, atravessa a história, muda de assunto, volta ao começo, antecipa o final. Vale qualquer interferência. Até do Danilo me chamando... Fifi (da Thaís) e Malu (da Adriana) ainda não participaram, mas podem chegar a hora que quiserem. E também poderão interromper os assuntos, sem cerimônia... hehehehehehe

Bom, voltando à essência do Balzac, não é qualquer trintona que pode participar: só aquelas que realmente são amigas. Aqui não há julgamento. A gente entende qualquer situação, enfia o dedo na ferida uma da outra, vai até o osso, depois passa um remédio de cicatrização.

E acredite: tudo cicatriza. Sempre. Graças a Deus.

Ah, e não pode faltar o abraço de balancinho (sempre tem gente chorando nessa hora e falando "eu te amo"). Nem a cerveja (e meu refri, porque a chatona aqui não bebe...). Nem amor. A gente se ama. E, se amando, se respeita.

Espero que o Balzac dure. Pra sempre. Até a gente nem ser mais Balzac... Imagine 4 vovozinhas desabafando... Só espero que ninguém tenha incontinência urinária, porque senão vai ser xixi pra todo lado na hora das gargalhadas... huahuahuahuahuahuahuahua

Para finalizar, vale a sabedoria do inesquecível Renato Russo, numa canção que é a minha favorita do Legião Urbana: "Quero ter alguém com quem conversar. Alguém que depois não use o que eu disse contra mim...".

Bizussssssssssssssssssssssssssssss

2 comentários:

Moça oCulta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adriana disse...

Nada mais vai me ferir, é que eu já me acostumei... Amo a música, amo tu, amo nós. Bjs