As aventuras de uma balzac teenager

Sinta-se em casa!

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Coisas que eu sei...

Tem gente que finge ser uma pessoa por 20 anos, mas sempre escorrega e mostra a verdadeira cara.
Eu é que fingia que não via. Achava que eu era encrenqueira, apontando defeitos. Deixava pra lá.
Hoje senti pena de mim por ter acreditado neste tipo de gente por tanto tempo.
E quando eu esqueço das escorregadas, o bosta faz merda de novo e pronto: rewind. Como num filme, lembro de todas as mentiras.
Gente que fala no celular como se tivesse respondendo outra pergunta, pra quem está do lado não perceber que assunto é.
Gente que acredita na mentira que inventa.
Gente que inverte o jogo pra se vitimizar.
Eu sei que não sou um docinho de coco pra se conviver, mas vivo de peito aberto.
Falo palavrão.
Fecho a cara.
Faço bico.
Mergulho de cabeça.
Sou eu, com a dor e a delícia de ser eu mesma.
Cansei de gente safada, que mente o tempo todo, que brinca com coisa séria.
Cansei de gente irresponsável, mais um tipo de câncer a ser extirpado.
Me livrei.
Xô! Desse veneno não bebo mais.

4 comentários:

Celia disse...

Amo tudo que vc escreve Cu sempre tem algo que encaixa na minha vida e aprendo mais um pouquinho... Te Amo Cuuuuuuu

Fabi disse...

Texto perfeitinhoooooooo!!! Bizuuuussssssssssssss

Deborah Okida disse...

"Há quem acredite em milagre. Há quem cometa maldade. Há quem não saiba dizer a verdade..."
Ainda bem que toda mentira aparece um dia, pois ninguém sustenta o que não é para sempre(seja por muito ou pouco tempo. Tenho constatado isso!!! Bom ou ruim? Bom e ruim...Bom porque liberta. Ruim porque a gente se decepciona...Mas quem disse que tudo são sempre flores!
Pedras na Cruz? Não...pérolas aos porcos...

Stella disse...

Eu ia falar a mesma coisa que a Deborah, que um dia foi minha professora de inglês!!! Mentira sempre aparece, um dia... o que importa é se livrar desse tipo de gente, mentirosa, mascarada, que consome, que ancora sua vida em algum ponto obscuro quando está por perto... xôôôôôô!!!